AP-Blog-Post-01

Quando se fala em crise econômica, muita gente sente um arrepio na espinha e acha que não é a hora ideal para empreender. Entretanto, pode ser justamente este o momento certo para se arriscar. Não, você não leu errado. É isso mesmo. Esta pode ser sua chance de iniciar seu próprio negócio e prosperar. É claro que, para isso, é preciso muito empenho e coragem. Entretanto, perfeitamente possível.

Segundo especialistas, crises também são campos de oportunidades. Basta o empreendedor perceber. Além disso, muitos apontam que este ciclo econômico brasileiro começará a sumir em cerca de dois anos. Enquanto isso, o negócio estará em sua fase inicial, estabelecendo sua marca, atraindo clientes e formando equipe.

Ou seja, a crise vai se despedindo e você vai poderá ir crescendo aos poucos. Mas, para isso, é importante ter ciência de pontos essenciais que devem ser observados na hora de montar seu negócio em meio a uma crise. Confira:

1) Abra os olhos!
Comece observando o mercado. Veja quais opções lhe agradam e qual delas pode ser aquela oportunidade de negócio de ouro (e ela pode estar mais próxima de você do que imagina). Mas, se ainda assim houver dúvidas sobre qual linha seguir, elabore um modelo de negócio, que certamente ajudará na hora de estruturar uma ideia e em seu teste. Após isso, e com a certeza do que se quer, o passo seguinte é o plano de negócios, que contribui para o desenvolvimento do passo a passo da concretização do empreendimento.

2) Planejar
Sem planejamento dificilmente um negócio cria raízes e prospera. Em época de crise, então, esse ponto deve receber atenção especial, além de ter foco justamente no cenário pessimista. Se há preparo para o pior contexto, criam-se reservas e ajustes que asseguram o empreendimento.

3) Local
A escolha de um local também é fundamental quando se pensa em abrir um empreendimento. É necessário pensar todo o processo de logística, assim como no acesso de clientes e fornecedores, distância de pontos importantes, como sistema bancário, etc.

4) Plano de investimentos
Deve-se pensar, evidentemente, em investimentos, como previsão de faturamento, cálculos de custos fixos, variáveis, previsão de lucros, prejuízos. Dessa forma, evita-se desperdício e mantém o equilíbrio das finanças, principalmente logo no início da jornada, período mais delicado.

5) Aproveite espaços
Em tempo de crise, é comum ver empresários frearem ideias ou estratégias de expansão. Pode ser justamente nesse tipo de ação que você pode encontrar lacunas, espaços que outros estão deixando. Por isso, esteja atento, observe e perceba onde mais você pode criar oportunidades.

6) Equipe
No começo de um negócio, nem sempre você poderá contar com uma equipe. Mas, se for possível, invista sempre na ideia de que precisa ter por perto pessoas que estão preparadas para darem o seu melhor, demonstrando desempenho e fôlego. Além disso, não se pode esquecer que o local de trabalho precisa proporcionar aos seus colaboradores um ambiente adequado e propício ao bem estar, o que certamente contribuirá para o fomento de novas ideias.

Você também pode gostar



Nenhum Comentário:

Seja o primeiro a publicar uma resposta

Deixe um comentário

Por favor, entre com seu nome. Por favor, entre com um e-mail válido. Por favor, digite sua mensagem.

<< Publicação Anterior  | Próxima Publicação >> 

Share This